Categorias
Neres de Neres

Rust, o futuro da linguagem de programação?  

Talvez você não saiba, mas existe um mundo da programação, e nele as linguagens podem iniciar verdadeiras guerras

Uma breve introdução

Na atualidade, as linguagens já estabelecidas como, por exemplo, o JavaScript e o Python são essenciais no mundo da tecnologia há décadas. 

E eis que chegou o Rust, uma linguagem de programação que começou como um projeto paralelo na Mozilla em 2010, e está ganhando mais força a cada dia. 

O que são linguagens de programação? 

Da mesma forma que existem milhares de idiomas no mundo, o ambiente digital possui centenas de linguagens de programação. São elas que fazem com que a maior parte da tecnologia que usamos hoje funcione.

Cada uma delas é composta por termos e comandos específicos que são usados para criar coisas como páginas da web, aplicativos e, basicamente, qualquer tipo de software.

Bom, para simplificar, basicamente tudo o que fazemos em qualquer aparelho eletrônico tem algum tipo de código por trás indicando para a máquina o que ela deve fazer. Em outras palavras, esses códigos (a tal linguagem) determinam como o aparelho que você está usando deve funcionar. 

Tecnicamente…

…uma linguagem de programação é um vocabulário e um conjunto de regras gramaticais usadas para escrever programas de computador. Esses programas informam as tarefas que um computador, por exemplo, deve realizar. Cada linguagem possui um conjunto único de palavras-chaves (palavras que ela reconhece) e uma sintaxe (regras) específica para organizar as instruções dos programas.

Os programas de computador podem ser escritos em várias linguagens de programação, algumas diretamente compreensíveis pelo computador e outras que exigem passos de tradução intermediária.

As linguagens de programação podem ser divididas em três tipos, com relação à sua similaridade com a linguagem humana. Veja a imagem abaixo: 

Por que Rust está bombando agora? 

Existem duas razões:

A primeira delas é a segurança: Rust torna impossível para os programadores adicionarem bugs de segurança de memória ao seu código (que representam aproximadamente 70% das vulnerabilidades de segurança).

A segunda é o desempenho: embora Rust não seja a única linguagem “segura para a memória”, seus defensores dizem que ela é mais rápida do que outras, como Java, por exemplo. 

Essas características, combinadas com uma comunidade crescente, renderam ótimas críticas ao idioma.

Em junho, Rust ganhou o título de linguagem mais amada no Stack Overflow pelo sétimo ano consecutivo, com 87% dos usuários dizendo que querem continuar usando.

E agora, não são apenas desenvolvedores, mas também algumas das maiores empresas de tecnologia também fizeram grandes apostas em Rust:

Desde 2019, Microsoft, Google e Amazon usam a Rust e até fizeram parceria com Mozilla e Huawei para criar a Rust Foundation, uma organização sem fins lucrativos para desenvolver o idioma.

Para finalizar 

Vale lembrar que, é claro, nenhum idioma é perfeito. Rust tem suas desvantagens, entre elas a de que podemos incluir uma curva de aprendizado mais longa do que outros idiomas. Mesmo assim, seus defensores argumentam que vale a pena.

Assine o Lambrequim