Categorias
Cismas

Criatividade Artificial: como a IA processa e escreve textos

Uma nova ferramenta entrou no radar do mundo dos escritores e criadores de conteúdo: o ChatGPT. Como sou educada, vou deixar que ele se apresente:

Em outras palavras, ChatGPT nada mais é do que uma inteligência artificial (IA) que processa e escreve textos. A funcionalidade é muito parecida com a de outras IA: você escreve um comando e ela executa.

Falando assim parece simplório, mas não se engane, porque os comandos são praticamente infinitos: de manter uma conversa até aprender a programar em Phyton, passando por ideias sobre o que escrever, resumo de textos livros e até a escrita de poemas.

Ah, e tudo isso em qualquer idioma. Ou seja, você pode conversar com o ChatGPT em português sem problemas.

Como funciona? e Será que preciso me preocupar podem ser perguntas que estão passando pela sua cabeça agora — e ninguém melhor do que o próprio ChatGPT para respondê-las.

O texto abaixo foi gerado pelo ChatGPT, a partir de uma conversa com a IA.

Mylle: fale sobre como a IA pode auxiliar a escrita

ChatGPT: A inteligência artificial e o aprendizado de máquina estão se tornando cada vez mais presentes no mundo da escrita, seja na criação de conteúdo, na edição ou na geração de textos.

A autoria assistida é o uso dessas tecnologias para ajudar os escritores a economizar tempo e esforço, permitindo-lhes se concentrar mais em aspectos criativos da escrita.

A criatividade artificial é o estudo de como criar sistemas de computação que podem gerar conteúdo criativo, como música, arte, poesia e escrita. Já o aprendizado de máquina para escrita é o uso de técnicas de aprendizado de máquina para ajudar os computadores a gerar ou processar texto.

Os algoritmos de escrita funcionam com grandes conjuntos de dados de texto existentes, usando técnicas de aprendizado de máquina para “aprender” a estrutura e a escrita de frases e parágrafos para depois poderem gerar novos textos.

Mylle: o que é autoria assistida?

Chat GPT: Autoria assistida é o uso de tecnologias de inteligência artificial para ajudar os escritores a criar conteúdo.

Isso pode incluir ferramentas de geração de texto, que sugerem frases e parágrafos baseados em modelos de linguagem treinados com dados de texto existentes, ou ferramentas de edição que ajudam os escritores a corrigir erros gramaticais ou ortográficos.

A autoria assistida também pode incluir ferramentas que ajudam os escritores a encontrar inspiração ou a organizar suas ideias. A ideia é que essas ferramentas possam ajudar os escritores a economizar tempo e esforço, permitindo-lhes se concentrar mais em aspectos criativos da escrita.

Mylle: o que é criatividade artificial?

ChatGPT: A criatividade artificial é o estudo de como criar sistemas de computação que podem gerar conteúdo criativo, como música, arte, poesia e escrita.

Isso envolve a aplicação de técnicas de inteligência artificial, aprendizado de máquina e processamento de linguagem natural para criar sistemas que possam gerar conteúdo original sem a necessidade de intervenção humana.

A criatividade artificial pode ser usada para criar conteúdo em uma variedade de campos, incluindo publicidade, entretenimento e jornalismo. Alguns exemplos de criatividade artificial incluem algoritmos que geram música e poesia, ou ferramentas que sugerem ideias para roteiros de filmes ou histórias.

(Já deu pra perceber que a IA repete várias informações. Isso acontece porque ela memoriza partes da conversa para tornar a interação mais coerente)

Mylle: o que é aprendizado de máquina para escrita?

Chat GPT: O aprendizado de máquina para escrita é o uso de técnicas de aprendizado de máquina para ajudar os computadores a gerar ou processar textos.

Isso pode incluir técnicas como a geração de texto, onde os computadores são treinados com dados existentes e usam esses modelos para gerar novos textos, ou processamento de linguagem natural, onde os computadores são treinados para entender e responder a linguagem humana.

Há várias aplicações para o aprendizado de máquina para escrita, como a geração de roteiros de filmes, a produção de notícias automatizadas, a redação assistida por IA, e a criação de conversas humanas simuladas. Além disso, também pode ser usado para ajudar os escritores a encontrar palavras, frases e ideias para suas criações.

Em geral, o aprendizado de máquina para escrita é uma área em rápido desenvolvimento, e os avanços na tecnologia estão permitindo que os computadores gerem textos cada vez mais sofisticados e convincentes.

Mylle: como funcionam os algoritmos de escrita?

ChatGPT: Os algoritmos de escrita funcionam treinando-se com grandes conjuntos de dados de texto existentes, como artigos de jornais, livros e discursos.

Esses algoritmos usam técnicas de aprendizado de máquina para “aprender” a estrutura e a escrita de frases e parágrafos, e depois usam esses modelos para gerar novo texto.

Existem tipos diferentes de algoritmos de escrita, cada um com suas próprias técnicas e usos. Alguns exemplos incluem:

Geração de texto baseada em linguagem: esses algoritmos são treinados com dados de texto existentes e usam esses modelos para gerar novos textos. Eles são capazes de escrever frases e parágrafos que soam plausíveis e coerentes (como essas aqui).

Geração de texto baseada em tópicos: esses algoritmos são treinados com dados de texto existentes e usam esses modelos para gerar textos sobre um tópico específico. Eles são capazes de escrever textos sobre um assunto específico, como notícias, artigos científicos, entre outros.

Geração de texto baseado em diálogo: esses algoritmos são treinados com dados de conversas existentes e usam esses modelos para gerar diálogos humanos simulados. Eles são capazes de criar respostas plausíveis e coerentes a perguntas e comentários.

Em geral, os algoritmos de escrita são capazes de gerar textos que são coerentes e plausíveis, mas ainda há limitações e os textos gerados podem não ser tão criativos ou originais quanto a escrita humana.

Além disso, os algoritmos ainda não são completamente capazes de entender o contexto ou o significado profundo de um texto, embora esses avanços estejam sendo feitos constantemente.

(Nessa hora me deu um frio na espinha, então perguntei:)

Mylle: a escrita da inteligência artificial algum dia será tão criativa quanto a escrita humana?

ChatGPT: A inteligência artificial tem o potencial de gerar textos que são muito semelhantes aos escritos por humanos.

Algoritmos de processamento de linguagem natural avançados podem gerar textos com estrutura gramatical correta, coesão e coerência.

No entanto, a escrita criativa é uma habilidade complexa que envolve não apenas a habilidade de seguir regras gramaticais, mas também a capacidade de criar novas ideias (mas a IA acabou de dizer que uma de suas habilidades é gerar ideias!) e expressá-las de maneira única e interessante.

Atualmente, a IA ainda não tem a capacidade de criar conteúdo completamente original e criativo, como a escrita humana.

(Atualmente vai até quando? Eram muitas dúvidas, mas aí eu perguntei:)

Mylle: as ideias da IA são melhores do que as ideias humanas?

ChatGPT: A inteligência artificial (IA) tem o potencial de gerar ideias novas e úteis, mas isso não significa necessariamente (e eu adorei esse “necessariamente” aqui, todo dúbio) que as ideias geradas pela IA são melhores do que as ideias geradas por humanos.

A IA é capaz de processar grandes quantidades de dados e identificar padrões e tendências que podem ser difíceis de detectar para os humanos. No entanto, a IA ainda não tem a capacidade de compreender completamente o contexto e as nuances das ideias, o que é essencial para criar ideias criativas e originais.

Além disso, a IA é treinada com dados e algoritmos que são fornecidos por humanos, e esses dados e algoritmos podem conter vieses e limitações. Por isso, é importante que as ideias geradas pela IA sejam sempre revisadas e avaliadas por humanos antes de serem implementadas. (Curti esse aviso)

(Aí, já que eu tava conversando, por que não perguntar:)

Mylle: a inteligência artificial vai destruir a humanidade?

ChatGPT: Não há evidências para sugerir que a inteligência artificial (IA) vai destruir a humanidade.

É certo que a IA tem o potencial de causar danos significativos se não for desenvolvida e utilizada de forma responsável, mas a maioria dos especialistas acredita que é possível criar mecanismos de segurança para minimizar esses riscos. (Quais especialistas? IA aprendendo a usar falácias).

Além disso, a IA também tem o potencial de melhorar significativamente a qualidade de vida humana, se for usada para solucionar problemas sociais e econômicos complexos. (Esquiva, sagaz).

Salvo pouquíssimas alterações, o texto que você acabou de ler foi o mesmo gerado pela IA. Como leitores desse texto, nós entendemos a informação e aprendemos com ela, mas, por outro lado, quase morremos de sono com tantas repetições e a linguagem (com o perdão da piada) robótica.

E esse foi apenas uma das conversas que tive com o ChatGPT. Ao longo da última semana, gerei poemas, pedi a ajuda da IA para escrever meu romance e perguntei mais questões sobre escrita criativa.

Minha conclusão é a seguinte: o ChatGPT de fato ainda não supera a criatividade nem a imaginação humanas. A IA pode ter ótimas ideias, quase geniais (ou que eu tenha achado geniais porque estavam totalmente fora do meu escopo), mas a maioria dos textos gerados por ela são rasos e clichês — o exato oposto do que buscamos com a escrita criativa.

Assine o Lambrequim