Categorias
Cismas

Sobre ser acordada de um cochilo com um vídeo do Choquei na última tarde de domingo

Foi como levar um soco no estômago ser sugada da esperança, mencionada nas duas últimas Cismas (aqui e aqui), ao ver imagens, vídeos e notícias dos atos terroristas de domingo.

Perdemos parte da nossa história e da nossa identidade, pedaços da nossa Cultura que, mesmo pareçam pequenos ante à riqueza e a diversidade do nosso país, foram preservados com a persistência de pessoas que, muito além do valor monetário, acreditavam no valor simbólico de se manter obras em locais de representatividade política.

Depois da destruição de domingo, ficou claro que, mais do que nunca, é necessário continuar trabalhando para que a Cultura ganhe cada vez mais espaço na sociedade. No entanto, o trabalho pela Cultura é lento, desvalorizado e pulverizado, o que torna a situação um pouco mais difícil.

Existe um grupo de pessoas que em nada se sensibilizaram com os acontecimentos de domingo: pelo contrário, até comemoram e fazem comentários jocosos nas postagens do Twitter do Ministério da Cultura e do Iphan sobre os esforços realizados para reorganizar a situação.

O trabalho pela Cultura deve continuar porque é preciso reduzir ao máximo o eco dessas vozes menos sensibilizadas, para que eles sejam a minoria, e não a maioria. Quanto mais gente compreender o valor da Cultura, melhor compreenderemos quem somos nesse país chamado Brasil.

O tamanho do prejuízo histórico e cultural dita o tamanho da reflexão. Por isso, apesar de eu querer muito elaborar uma bela de uma Cisma sobre o assunto, confesso que preciso de mais tempo para pensar.

No entanto, eu não poderia deixar de mencionar o acontecimento e demonstrar o meu repúdio a ele. E, ainda que a esperança tenha sido arrancada à força de mim por algumas horas no domingo, ela foi sendo devolvida através das ações rápidas dos três poderes que representam a democracia do nosso país.

Se você sentiu angústia, medo, revolta, indignação e tristeza diante das cenas inimagináveis que vimos no domingo, você está do lado certo da história.

E se você quer sentir um pouco mais de raiva, confira essa lista de obras de arte destruídas da Câmara; esse post no Twitter do Thiago Amparo sobre as obras danificadas e essa outra lista de obras destruídas ou danificadas pelos golpistas.

Assine o Lambrequim